Pastorais
AMADURECIMENTO SAUDÁVEL

3 de janeiro de 2019

As etapas do processo de desenvolvimento humano sinalizam que os ciclos abrem e fecham provocando sensações de rupturas. A infância termina para a chegada da adolescência que, por sua vez, se encerra para o início da juventude e assim por diante. O desacordo da idade cronológica com a etapa psicológica correspondente pode prejudicar a formação do indivíduo.

Neil Postman (professor da Universidade de Nova York) escreveu em 1982 o livro: O desaparecimento da infância. Ele já abordava o surgimento do adulto-criança e da criança-adulta. De acordo com Postman, “a tecnologia tem uma linguagem que infantiliza os adultos e ´adultiza` as crianças”. O estudo parece prenunciar um tempo em que as crianças seriam estimuladas a ter autonomia e os jovens-adultos não conseguiriam romper o ciclo de dependência dos pais.

O sábio Salomão diz em Eclesiastes 3.1 que “há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu”. As fases precisam ser vivenciadas de acordo com o propósito específico do momento. A criança, por exemplo, usufruir de atividades, brincadeiras e programas que dialogam com a idade. Os propósitos das demais fases devem estar em sintonia com a idade.

Ao falar sobre o desenvolvimento saudável da espiritualidade a partir do amor, o apóstolo Paulo escreve: “Quando eu era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como menino. Quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de menino.” I Co 13.11. Este texto mostra que o progresso espiritual também ocorre por etapas progressivas.
Ao abordar sobre a imaturidade espiritual dos seus leitores, o autor de Hebreus também escreve: “13 Quem se alimenta de leite ainda é criança, e não tem experiência no ensino da justiça. Mas o alimento sólido é para os adultos, os quais, pelo exercício constante, tornaram-se aptos para discernir tanto o bem quanto o mal.” Hb 5.13-14.

Diante de uma dúvida de Felipe, Jesus mostra que a espiritualidade dele estava em descompasso com o tempo de convivência com o Mestre: “Disse-lhe Jesus: Filipe, há tanto tempo estou convosco, e não me tens conhecido?” Jo 14.8. Isso acontece em diversas situações na relação Jesus com os apóstolos.

O desenvolvimento espiritual depende de rupturas com os ciclos anteriores. A maturidade cristã não está relacionada com o tempo de igreja. É necessário progredir no amor a Deus sobre todas as coisas e no amor a todas as coisas de acordo com a vontade de Deus. O progresso acontece à medida que o conhecimento de Deus aumenta. Este conhecimento progride através de constantes exercícios espirituais que ajudam os cristãos a discernir entre o bem e o mal. O discernimento é um importante sinal da maturidade cristã. Que 2019 seja um ano de progresso, crescimento e amadurecimento da fé através da piedade e da devoção sincera.

Rev. Alexandre Rodrigues Sena

Share