Pastorais
DESCANSE NA SOBERANIA

23 de fevereiro de 2018

Precisamos resgatar o estudo da pessoa de Deus em nossa agenda diária. Muitas vezes nos detemos apenas naquilo que Deus pode realizar, mas devemos nos lembrar que Deus é uma pessoa, que tem atributos e que Ele, em Sua infinita misericórdia, se revelou ao Seu povo através da Sua Palavra.

Hoje, com a falência do conceito de autoridade, com o surgimento de várias propostas religiosas, com o mundanismo contagiante e um sincretismo alucinante, precisamos voltar nossos corações para o conhecimento da pessoa de Deus e descansar em Sua soberania. Como diz J.I. Packer: “despreze o conhecimento de Deus e você estará sentenciando a si mesmo a passar a vida aos tropeções”. (Citado por Franklin Ferreira e Alan Myatt – Teologia Sistemática).

A Bíblia descreve a soberania de Deus como algo fundamental na vida do cristão, seja na adoração, seja na experiência de descansar no cuidado protetor deste Deus Todo-Poderoso. L. Berkhof define assim o poder soberano de Deus: “A soberania de Deus acha expressão, não somente na vontade divina, mas também na onipotência de Deus, ou em Seu poder de executar a Sua vontade. Pode-se denominar o poder de Deus, a eficaz energia da Sua natureza, ou a perfeição do Seu Ser pela qual Ele é a causalidade absoluta e suprema”. (L.Berkhof, Teologia Sistemática)

Este conceito de absoluto, talvez seja hoje, o que mais agride aos ouvidos da sociedade que não crê em Deus. Para o mundo o “absoluto” não existe, pois, tudo é “relativo”, sem perceber que ao definir o “relativo” como norma, isso faz dele um conceito “absoluto”.

O teólogo Charles Hodge diz: “Soberania não é uma propriedade da natureza divina, mas uma prerrogativa oriunda das perfeições do Ser Supremo. Se Deus é Espírito e, portanto uma pessoa infinita, eterna e imutável em suas perfeições, o Criador e Preservador do universo, a soberania absoluta é um direito seu. A infinita sabedoria, bondade e poder, com o direito de posse que pertence a Deus no tocante às suas criaturas, são o fundamento imutável de seu domínio. ‘No céu está o nosso Deus e tudo faz como lhe agrada’(Sl 115.3)”. (C. Hodge, Teologia Sistemática).

Portanto, a soberania de Deus deve ser uma doutrina que inunda seu coração de alegria e paz. Deus está no controle de todas as coisas e nada escapa ao Seu domínio! Quando percebemos o universo carregado de notícias ruins e catástrofes em tantas áreas diferentes, temos uma tendência à insegurança e ao medo. Mas quando voltamos os nossos olhos para o Deus que é Soberano, devemos adorá-lo, tranquilizar nosso coração e compartilhar com o nosso próximo esta maravilhosa doutrina do Deus que nos ama.

Que Deus nos abençoe!

Rev. Leonardo Sahium

Share