Em 25 de outubro de 2017 | Pastorais

Gostaria de pedir sua permissão – querido leitor – para escrever em primeira pessoa. Sou uma testemunha ocular desta verdade bíblica descrita no Salmo 118.15: “Nas tendas dos justos há voz de júbilo e de salvação; a destra do SENHOR faz proezas.”

Em 2007, iniciamos o ano louvando a Deus, por aquilo que o crescimento de nossa Igreja trazia como resultado prático na dinâmica de nossa comunidade. A Bíblia nos ensina que Deus é quem nos dá o crescimento (1 Coríntios 3.6). Novas pessoas estavam chegando e todas muito valorosas, sendo assim um tempo de muita alegria e comunhão. Deus estava agregando cristãos cheios de compromisso com Sua Obra.

Iniciei as viagens aos Estados Unidos da América e novas portas se abriram, iniciamos parcerias internacionais com Igrejas Presbiterianas americanas. Rev. Felipe liderava o trabalho com a juventude e o trabalho cresceu. Andando pela rua, orava pedindo um lugar para que pudéssemos comprar e ampliar nossas atividades. Deus abriu as portas, entre os anos de 2008 a 2012, as proezas aconteceram. Deus manteve nossa igreja unida, com um só coração, uma só missão. Foi lindo demais!

Os membros da igreja sonharam juntos e compramos a casa em frente, ganhamos o projeto, contratamos uma construtora e em janeiro de 2013 inauguramos a casa 64! O conselho havia estabelecido a mesma estratégia por ocasião da construção do templo novo, ou seja, dividir a igreja em 12 tribos, representando as tribos de Israel, para arrecadar recursos, comprar e construir. A igreja continuou plantando novas igrejas, investindo em missionários, abençoando milhares de vidas. Nenhum centavo do orçamento destinado a missões foi usado para construir a nova obra da Igreja. Para a obra tivemos orçamento específico!

O departamento infantil, liderado pela Cristiane Sahium, cresceu, tornando-se uma referência no ensino da Palavra e novas obras foram necessárias para abrigar o grande número de crianças. Os materiais antes guardados no fosso do elevador, agora precisavam de uma sala maior, afinal, junto com o crescimento chegou o elevador, a porta do Shopping, o espaço koinonia e muito mais.

A igreja continuou crescendo, o Instituto Bíblico da Gávea se fortaleceu, pregadores internacionais, eventos evangelísticos na cidade durante os Jogos Pan-Americanos/2007, Copa do Mundo/2014 e Olimpíadas/2016. Em todas estas grandes mobilizações evangelísticas a Igreja Presbiteriana da Gávea foi a sede administrativa, o lugar onde os lideres de várias igrejas e denominações se encontravam para orar, planejar e agir com eficiência. Em 2012, convidei o Rev. Alexandre como pastor auxiliar e depois estendi o convite para dividir com ele a titularidade, assim como havia feito com Rev. Felipe. O Rev. Dusi chegou para somar, e assim temos experimentado ao longo desta história, uma unidade abençoada no colégio pastoral da Igreja da Gávea. O ministério de música liderado pela Maria das Graças, e cada líder de departamento e ministério tem servido a Deus com qualidade e excelência.

Deus fez, faz e sempre fará proezas na Igreja Presbiteriana da Gávea! Ele é o Senhor desta obra! Que nosso supremo pastor, Jesus Cristo, pela ação do Espírito Santo, continue derramando bênção sobre esta igreja. A Deus toda Glória!

Parabéns, Igreja Presbiteriana da Gávea, pelos seus 50 anos!

Rev. Leonardo Sahium

Compartilhar