Filosofia do Ministério

Plantador

  1. O plantador deverá fazer uma avaliação (por exemplo CTPI ou equivalente)
  2. O plantador deverá servir ao campo em tempo integral.
  3. O plantador deverá participar de uma entrevista com o conselho da IPG (se for casal, ambos devem vir ao conselho)

Processo

  1. As igrejas parceiras devem ter a mesma visão e princípios da IPG em relação à plantação e plantador.
  2. Parcerias somente presbiterianas.
  3. Parcerias preferencialmente dentro do Estado do Rio de Janeiro.
  4. A estratégia de plantação deve ser discutida em conjunto, priorizando o investimento em pessoas e não em imóveis.
  5. Dar prioridade aos campos que tenham potencial para se auto sustentar em um prazo de 3 a 5 anos (Igrejas autóctones)

Administração

  1. A gestão do projeto é do consórcio onde todos têm direito a opinião e voto, em igualdade de condições.
  2. A jurisdição eclesiástica será, em princípio, da igreja mais próxima geograficamente.
  3. Cada parceria terá no máximo 5 igrejas.
  4. A IPG investirá do orçamento aprovado para o projeto de parceria, no máximo 50% em parcerias com até 3 parceiros e até 25% em consórcios de 5 igrejas, com redução gradual e anual.
  5. A igreja plantada depois de organizada tem o compromisso de participar do consórcio.