Em 2 de agosto de 2017 | Pastorais

Deus tem um propósito para nossas vidas e toda nossa história de vida vai se desenrolando dentro deste projeto divino. João Calvino nasceu na França em 10 de julho de 1509. Quando Lutero escreveu suas 95 teses, Calvino era uma criança de apenas 8 anos de idade. A Reforma já avançava pela Europa, trazendo grandes mudanças e João Calvino crescia nos ambientes acadêmicos, estudando direito. No entanto, em todo o processo de formação acadêmica deste jovem, havia a boa mão de Deus preparando este homem para que se tornasse “o Teólogo da Reforma”. Aos 23 anos, Calvino concluiu seu doutorado em direito, mas seus estudos na teologia foram além, afinal, ele se converte nesta época e a teologia agora é sua grande paixão.

Todo o seu amor pelos estudos é agora dirigido para a Palavra de Deus e ele começa a escrever e pregar. A sua grande obra são as Institutas da Religião Cristã. Calvino nunca se encontrou pessoalmente com Martinho Lutero, mas sua contribuição chegou ao conhecimento do reformador alemão.

Quando João Calvino aceitou o convite de seu amigo, Guilherme Farell, para ser o pregador da igreja na cidade de Genebra, não havia presença protestante relevante naquela comunidade. A cidade era conhecida como um dos centros urbanos mais sujos de todo o continente. João Calvino chega e inicia o seu ministério de pregador com ênfase na exposição da Palavra de Deus, e assim, as pessoas da cidade começaram a mudar. Mas tudo aconteceu debaixo de muita luta e crítica a Calvino, culminando com sua expulsão da cidade. Afinal, ele era acusado de querer transformar tudo e todos, desejando sempre organizar cada detalhe, para que não apenas a igreja, mas a cidade fosse transformada para a glória de Deus.

Depois de quase três anos em Estrasburgo, Calvino é convidado para retornar para o pastorado da Igreja em Genebra. Seu retorno marca um novo momento de desenvolvimento de sua teologia e influência na cidade. Genebra cresce, transforma e se solidifica como o berço da teologia reformada mundial. Calvino ensina sua igreja, dá conselhos valiosos aos líderes políticos da cidade e investe em missões. O Rio de Janeiro recebe 1555 missionários enviados pelo próprio Calvino para que uma igreja reformada fosse plantada em nossa cidade. Infelizmente, estes missionários foram expulsos do Rio de Janeiro, mas deixaram seu exemplo de amor a Deus.

João Calvino morreu em Genebra em 27 de maio de 1564, deixando inúmeros livros escritos e um legado que até hoje é reconhecido e valorizado por todos aqueles que amam o estudo da Palavra de Deus.

Neste ano de celebração dos 500 anos da Reforma Protestante devemos agradecer a Deus por testemunhos como o de Calvino que nos fazem crer que Deus pode usar pessoas comuns para transformar cidades para glória de nosso Senhor.

Que Deus nos abençoe.
Rev. Leonardo Sahium

Compartilhar