Em 9 de junho de 2017 | Pastorais

A década de 60 foi decisiva para inúmeras conquistas sociais das mulheres. Um período de questionamentos e busca pela igualdade de direitos. O uso de anticoncepcionais, a inserção no mercado de trabalho, o ingresso na universidade e outras conquistas demarcaram uma mudança de paradigma quanto ao papel e significado feminino.

Enquanto a sociedade experimentava estas transformações, algumas mulheres estavam envolvidas e concentradas na missão de espalhar o amor de Cristo. A Sociedade Auxiliadora Feminina da Igreja Presbiteriana da Gávea, alimentada pela Palavra, arraigada na oração e com uma incansável disposição empenhava-se para o crescimento e a organização da igreja.

As primeiras reuniões aconteceram nos lares e foram marcadas pela comunhão, pela intercessão e também pelas inúmeras ideias para promoção do Reino de Deus e crescimento da igreja. Os projetos estabelecidos na gênese do departamento ainda são executados por estas incansáveis discípulas de Jesus.

O chá-bazar, o desfile, as oficinas de costura e o baratilho são algumas das atividades utilizadas como ferramentas para a interação, a evangelização e a assistência social. A excelência é uma marca inquestionável e facilmente identificada. O cuidado com os detalhes revela as digitais do amor em tudo o que foi e está sendo executado pelas irmãs.

A estabilidade de uma igreja está relacionada com a sua dependência de Deus. A oração e a meditação na Palavra sustentam o povo do Senhor no caminho da saúde espiritual. Nos últimos 50 anos, as irmãs da SAFGávea se reúnem, semanalmente, para colocar vidas, famílias, igrejas e também a sociedade diante do trono de Deus. Elas são incansáveis no ministério da intercessão.

O Senhor Jesus disse que os seus discípulos seriam conhecidos pelos frutos, afinal, a boa árvore produz bons frutos (Mt 7.15,16). Os frutos destes 50 anos de serviço a Deus não podem ser contabilizados nesta terra. No entanto, o Supremo Pastor conhece o zelo e a dedicação de cada uma das irmãs durante este tempo.

O jubileu de ouro da SAFGávea é celebrado com profunda gratidão a Deus. A oração é para que permaneçam firmes como uma escola de piedade, elevando a igreja ao Senhor. Uma sociedade interna sempre pronta para o serviço de Deus. Que Deus as capacite para que sejam verdadeiras auxiliadoras, irrepreensíveis na conduta, incansáveis na luta, firmes da fé e vitoriosas em Jesus.

Rev. Alexandre Rodrigues Sena

Compartilhar