Pastorais
NÃO SÃO POUCOS OS PROBLEMAS

19 de abril de 2018

“Em meio a tribulação, invoquei o SENHOR, e o SENHOR me ouviu e me deu folga”
Sl 118.5

O livro de Salmos é um daqueles livros que nos sentimos parte dele quando lemos. Existem livros que nos distanciam de nós mesmos, outros livros nos conduzem a pensar na vida de seus personagens e alguns são extremamente cansativos. Livros podem nos fazer viajar sem sair da poltrona, ou simplesmente nos fazer rir ou chorar como se um processo de emoções escondidas fosse de súbito revelado.

O livro de Salmos é diferente, afinal, como Palavra inspirada de Deus para nossa vida, este livro nos inspira. Esta palavra “inspirar” é muito importante, afinal de contas, tem como objetivo nos encher de ar, fazer circular o sangue, trazer vida!

Não são poucos os problemas deste salmista, ele diz que passou por momentos de tribulação, e esta não passou ao largo, mas o “engoliu” e ele se viu “em meio à tribulação”. O versículo 6 diz que “o homem” trouxe inquietações e ameaças. Um problema com uma pessoa. Quantas vezes já enfrentamos problemas em nossa vida que uma só pessoa causou? Com o salmista não foi diferente.

No v. 7 ele diz que o problema também aconteceu no seu relacionamento com várias pessoas. Estas pessoas odiavam e desejavam seu mal. Imagine, como se não bastasse ter uma pessoa trazendo problemas para a vida do salmista, agora ele nos diz que havia várias pessoas que odiavam sua presença.

Mas, parece que sempre um problema chama outro e nesta luta com uma pessoa e depois com várias outras, encontramos o salmista dizendo no v.10; “todas as nações me cercaram”. Alguns comentaristas bíblicos atribuem este Salmo a Moisés, afinal, a linguagem e a semelhança histórica com os fatos vividos por Moisés são muito grandes. Para nós, o que realmente interessa é que os problemas aqui descritos são muito parecidos com as avalanches em nossa vida cotidiana. Um pequeno problema que sugere outro maior e por fim uma grande quantidade de situações adversas nos leva para uma tribulação que pode ser percebida por todos os lados.

E quando tudo parece perdido, o salmista escreve: “e o SENHOR me ouviu e me deu folga” (Sl. 118.5). Este testemunho de livramento do salmista é um testemunho de resposta de oração que deve inundar nossa alma de gratidão. Deus não mudou! Deus continua respondendo nossas orações através de Sua graça trazendo livramento e nos conduzindo em amor!

Deus seja louvado, pois, não são poucos os problemas, mas Deus é maior e nos dá a vitória em nome de Jesus Cristo, para glória de Deus!

Que Deus nos abençoe!

Rev. Leonardo Sahium

Share