Skip to content

A FAMÍLIA DA FÉ NO SOFRIMENTO

“Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo” Efésios 1.3

Quando enfrentamos momentos de sofrimento o amparo da família é fundamental. Como é bonito ver a unidade de uma família saudável, tanto nos momentos festivos quanto nos tempos de sofrimento. Obviamente, nem todas as famílias são unidas e saudáveis, mas vamos pensar aqui apenas nas que são saudáveis, mesmo que sejam imperfeitas.
Quando alguém da família precisa de uma atenção especial, é impressionante ver agendas sendo adaptadas às necessidades de quem precisa. Horários são compartilhados, novas prioridades são estabelecidas e todos juntos buscam o bem comum.

Aquele que é objeto desta atenção, amor e cuidado, sempre dorme com um sorriso escondido no rosto, na certeza de que está sob os olhares amorosos de quem se ama e é amado. Ao vencer os desafios, percebe-se que a celebração é coletiva, todos sabem que foi uma conquista do amor, da esperança e da fé.

Jesus Cristo ampliou nossa percepção de família. A Bíblia vai nos ensinar que Jesus nos apresentou Deus como Pai (Mt. 6.9) e nós somos pela fé em Cristo, inseridos neste novo contexto familiar, da família da fé (Gl 6.10). Passamos a chamar uns aos outros de irmãos e irmãs em Cristo. Somos frequentes na Casa do Pai (Igreja) e temos até filhos e filhas na fé (1 Tm 1.18).

Como ensina o reconhecido professor de teologia sistemática, John Frame: “O senhorio de Deus é a perspectiva normativa, que enfatiza a autoridade de Deus como o cabeça da aliança. Sua realeza é a perspectiva situacional, que identifica Deus como aquele que vai atrás dos propósitos da sua história redentiva. Sua paternidade é a perspectiva existencial, seu relacionamento íntimo e pessoal com cada um do seu povo” (John Frame, Teologia Sistemática, Ed Cultura Cristã, p. 159)

Deus é Pai, deseja um relacionamento pessoal com cada um de nós. Somos inseridos nesta família pela graça de Deus. Quando somos chamados pela obra maravilhosa do Espírito Santo, percebemos que em nosso coração tudo muda. Somos transformados na família da fé. No meio do sofrimento vemos irmãos e irmãs de fé, clamando uns pelos outros, abrindo suas agendas, ajudando de várias maneiras, mas nunca desamparando um dos membros desta família amada. O Deus Pai recebe centenas, e até milhares de orações em favor de quem está sofrendo, pois, existe uma mobilização, visível e invisível. A família luta unida e vence pela graça de Deus!

Estamos vivendo tempos difíceis, mas também somos testemunhas dos atos que evidenciam este amor, unidade e generosidade da família da fé.

Que Deus nos guarde e abençoe!
Rev Leonardo Sahium

Relacionados