Pastorais
MAIS UM ANO QUE ELE NOS ABENÇOOU

23 de outubro de 2020

“Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo,

que nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual

nas regiões celestiais em Cristo,”
Ef 1.3a

Desde o mês de março estamos enfrentando essa pandemia. Nossa igreja ficou cerca de 4 meses sem abrir suas portas, apenas com a transmissão de cultos via plataformas digitais. Foi, e está sendo, um tempo de grandes desafios e lutas. Mas o que hoje podemos perceber é que Deus tem sustentado nossa igreja. Deus se fez presente em nosso meio. Deus, verdadeiramente, nos abençoou.

Nossa querida e saudosa irmã Zilda Cormack, falecida em 2015, ao compor o hino oficial de aniversário de nossa igreja, certamente não tinha em mente os desafios que teríamos hoje. Mesmo assim, inspirada pelo Senhor, compõe essa canção que reflete duas das muitas marcas que nossa igreja da Gávea sempre teve, desde seu plantio, há 53 anos: Alegria e contentamento.

Alegria faz parte do Fruto do Espírito. É característica do cristão ser alegre, mesmo em tempos de lutas e aflições. Tg 1.2 afirma: “Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações,”. É muito comum nos alegrarmos simplesmente em vermos uns aos outros. Isso se dá porque nos amamos, porque nos sentimos bem aqui. Porque Cristo é quem nos une, verdadeiramente, como irmãos.

Nossa alegria é uma alegria reverente. Entendemos que estamos aqui, trazidos pelo Senhor, para prestar-lhe culto, e por isso precisamos ter toda a reverência para com Ele e com o momento de culto público. Nem por isso, precisamos ser fechados e sisudos. Ser alegre não significa ser desrespeitoso, nem tampouco irreverente.

O apóstolo Paulo, escrevendo aos Filipenses, afirma: “aprendi a viver contente em toda e qualquer situação” (Fp 4.11). Talvez você não saiba, mas ele sofreu, ao longo de seu ministério, uma série de perseguições, chegando a ser preso em algumas ocasiões. Mesmo assim, esse homem afirma que aprendeu a viver contente, ou seja, ele desenvolveu contentamento. Não tenho dúvidas de que a alegria e o contentamento caminham juntos.

Por isso, ao olharmos para trás, em tudo aquilo que já passamos nesses 53 anos de vida, só temos motivos para louvar ao nosso Deus. Se hoje somos uma igreja que prega a verdade bíblica com fidelidade, alegre e contente, é porque Cristo Jesus se fez e se faz presente em nosso meio. Ele é o centro, o cabeça, o líder, o supremo pastor desse lugar.

Portanto, nosso dever é buscar, constantemente, a alegria e o contentamento, que só o Santo Espírito pode nos dar. Ser igreja é pertencer ao povo mais feliz da terra. É fazer parte de uma aliança que nasceu no coração do próprio Deus. Uma aliança muito cara, muito preciosa, através do sangue do Seu próprio Filho, Jesus Cristo. Fomos comprados por esse sangue precioso, e não há alegria maior do que essa: a nossa salvação.

Que Deus te sustente, abençoe e guarde sempre.

Rev Guilherme Jayme Travassos Esperança

Share