Pastorais
O amor é intenso e intencional

15 de agosto de 2013

Já ouvi muita gente dizendo que a Bíblia é muito radical. E é verdade que ela é bem firme em muitos aspectos e um deles é o quanto a gente tem de amar! Olhe o que Pedro nos diz em sua carta: “amai- vos, de coração, uns aos outros ardentemente” 1 Pedro 1.22.

Deus já sabe do nosso jeitinho brasileiro. Sabe que nós temos a tendência em relativizar suas ordens, de tentar arrumar uma maneira para suavizar Sua vontade. Por isso, além de amar Sua Palavra, nos diz que tem de ser de coração e ardentemente.

Amar é uma ação com uma boa intenção. Às vezes, essa ação é carregada de sentimento, outras vezes não, mas nunca mecânica. Isso é importante porque podemos nos esconder atrás apenas do ato em si que pode estar motivado por muitas razões que não as que Deus quer. Posso ter um bom gesto, mas movido por reconhecimento social, por obrigações religiosas ou familiares. Assim, o que aparentemente é belo, esconde motivações que não tornam aquele ato de verdadeiro amor. O apóstolo Pedro diz que o nosso amor deve ser de coração, em verdade, com tudo o que somos.

A bíblia nos diz que nosso amor dever ser ardente. Além de intenção, ele deve ter intensidade. Não é pra amar pouco, mas com uma medida sempre transbordante ao ponto de causarmos impacto aonde chegamos. O próprio Jesus já nos disse que essa seria a nossa marca: “Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros” João 13.35.

Já não bastasse essa radicalidade, Jesus propõe algo extremamente difícil sobre esse amor descrito na Bíblia: “Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos…” Mateus 5.44.  Intenso, intencional e incluindo os nossos inimigos: só a graça de Deus pode nos capacitar para termos um amor assim dentro de nós. Se dependêssemos das nossas forças, mal iríamos amar quem nos ama. A bem da verdade, egoístas que somos, queremos mesmo é ser agradados. Doar-se é operação do Espírito Santo em nós que nos transforma pouco a pouco.

Mas se Deus pede isso de nós, é porque é possível! Ele pode transformar o nosso coração de pedra, ele pode nos fazer perdoar, ele pode mudar tudo dentro de nós a fim de que nós possamos amar como ele deseja que amemos. Sei que é um desafio difícil, mas precisamos de joelhos dobrados para que sejamos pessoas mais amorosas.

Peça amor Àquele que é amor e ame com intenção e intensidade.

Quem você está precisando amar mais?

Que Deus te abençoe

Rev. Felipe Telles Ferreira

Share