Pastorais
O AMOR PELA PALAVRA NA VIDA DOS REFORMADORES

31 de outubro de 2020

Celebramos ontem 31 de outubro, mais um aniversário da Reforma Protestante. A igreja protestante tem ao longo destes mais de 500 anos de história realizado uma obra magnífica pela graça de Deus e para a glória de Deus. Obviamente, como uma comunidade de crianças, adolescentes, jovens, homens e mulheres já na idade adulta, a igreja protestante errou e ainda comete muitos erros, no entanto eles são bem menores do que a beleza e a maravilhosa obra que tem realizado ao longo dos anos.

O movimento protestante significou um retorno a Palavra de Deus como Palavra de Deus. Se na Igreja Católica Apostólica Romana a tradição está acima da Bíblia (Catecismo da Igreja Católica, Capítulo II artigo 2), na Igreja Protestante a Bíblia é a nossa única regra de fé e prática, por ser Palavra de Deus, inspirada, inerrante e infalível. Assim, o amor que Deus manifesta em Sua revelação é por nós discernido à luz da ação do Espírito Santo, que nos faz crer, compreender e adorar a Jesus Cristo.

O teólogo Gerald Bilkes ao escrever sobre “Calvino e a Palavra de Deus”, cita o reformador como exemplo de amor a Palavra, quando lembra a oração no Comentário de Daniel que João Calvino escreveu:
“Conceda, Deus Todo-Poderoso, como diária e pessoalmente te dignas de nos dar a luz da doutrina celeste, que nos acheguemos à tua escola com verdadeira humildade e modéstia. Que a nossa mansidão seja verdadeiramente manifesta; que possamos receber o que procede dos teus lábios, e que a tua majestade seja notável entre nós. Que possamos provar de bondade manifestada a nós em tua palavra, e que sejamos capazes de nos alegrar em ti como nosso Pai; que possamos nunca temer a tua presença, mas desfrutemos do teu doce testemunho da tua graça paternal e favor. Possa a tua palavra ser mais preciosa a nós do que o ouro e os tesouros do mundo, e, nesse ínterim, que possamos nos alimentar da tua doçura, até que alcancemos a plena saciedade que está reservada para nós no céu através de Cristo, nosso Senhor. Amém” (Calvino para Hoje, p.46)

Que as próximas gerações recebam este mesmo legado que recebemos, de uma igreja protestante que ama o Deus da Palavra e a Palavra de Deus. Como nos ensina o Salmo 119.105 “A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho”(NVI). Como nos ensinou os Reformadores; Sola Scriptura (Somente a Escritura).

Que Deus nos abençoe!
Rev Leonardo Sahium

Share